Sarandi libera abertura parcial do comércio nos próximos 7 dias
foto: Prefeitura de Sarandi

Economia

Sarandi libera abertura parcial do comércio nos próximos 7 dias

Paraná por Portal GMC Online em 16/04/2020 - 21:11

No início da noite desta quinta-feira, 16, o prefeito de Sarandi, Walter Volpato, autorizou a reabertura de alguns estabelecimentos comerciais a partir desta sexta-feira, 17, valendo até a próxima sexta, 24. O objetivo é amenizar os impactos econômicos no município.

A decisão está prevista em novo decreto municipal (nº 1410/2020). No documento, consta que o prazo de sete dias será acompanhado e que a prefeitura irá avaliar o comportamento e reação da população em evitar aglomerações desnecessárias, o cumprimento das medidas de prevenção obrigatórias por parte dos donos dos estabelecimentos e evolução da pandemia, e que, portanto, o decreto poderá ser revogado ou prorrogado.

Veja alguns segmentos que estão autorizados a funcionar em Sarandi:

Comércio varejista e atacadista

Estão autorizadas a funcionar, a partir deste sábado, 18, as lojas de confecções e calçados, cama, mesa, banho, móveis, eletrodomésticos, utensílios domésticos, colchões, tintas, materiais de construção, vidraçaria, materiais de limpeza, livrarias, papelarias, óticas e relojoarias, bijuterias, cosméticos, informática, produtos eletrônicos, embalagens, bicicletarias, assistência técnica e revenda de celulares, brinquedos, chaveiros, imobiliárias, empresas de turismo, bem como demais atividades comerciais de venda e revenda que se enquadrem como Microempreendedores Individuais (MEI).

Esses estabelecimentos podem funcionar de segunda a sábado, das 10h às 16h, exceto feriados.

Prestadores de serviços

Os prestadores de serviço, como floriculturas, lavanderias, funerárias e entrega de água e gás, estão autorizados a funcionar a partir desta sexta-feira, 17, de segunda a sábado, das 8h às 18h.

Autônomos e independentes

Também estão autorizados, a partir desta sexta-feira, 17, o profissionais autônomos e independentes como contadores, advogados, dentistas, engenheiros, médicos, veterinários e demais profissionais com ensino superior completo.

Também podem reabrir: borracharias, tapeçarias, lava jatos, funilarias, cabeleireiras e barbearias, encanadores; eletricistas, pedreiros, carpinteiros, auto elétricas, auto mecânicas, garagens e revendas de veículos, clínicas médicas e odontológicas, escritórios de contabilidade, laboratórios e clínicas estéticas, auto escolas (sem aula presencial).

Estes profissionais podem trabalhar, com atendimento presencial, de segunda a sábado, exceto feriados, das 8h às 18h.

Setor alimentício

Supermercados, mercados, mercearias, sorveterias e quitandas estão autorizados a funcionar das 8h às 20hs, de segunda a sábado, exceto feriados.

Já os restaurantes, lanchonetes, bares, comércio varejista ou atacadista de bebidas e lojas de conveniência com predominância na venda de bebidas, podem funcionar de segunda a domingo, das 8h às 20h, sem consumo no local. Os pedidos devem ser feitos exclusivamente por meio de redes sociais ou teleatendimento, e entregas por delivery ou drive thru, sempre sem a presença física do consumidor no interior do estabelecimento.

O decreto prevê que, para retomar as atividades, todos os estabelecimentos deverão manter funcionários externos para higienização das pessoas que estiverem em eventuais filas de espera, com controle individual de acesso e saída do estabelecimento e respectiva higienização pessoal através do fornecimento mínimo de álcool em gel 70%.

Além disso, os funcionários dos estabelecimentos que realizarem atendimento direto aos clientes deverão trabalhar com máscaras e luvas descartáveis. Para entrar na loja, os clientes também deverão usar máscaras, além de outras medidas.

Continuam suspensos

Segundo o decreto municipal de Sarandi, ainda estão proibidos de funcionar os seguintes estabelecimentos: casas noturnas, pubs, lounges, tabacarias, boates e similares; academias de ginástica; teatros, bibliotecas e demais casas de eventos; clubes, associações recreativas e afins, áreas comuns, playground, salões de festas e piscinas; hospedagem em hotelaria e motéis e velórios com mais de dez pessoas.

As aulas em instituições de ensino, públicas ou privadas, e o atendimento a público no Paço Municipal também continuam suspensos.

Por Lethícia Conegero / Portal GMC Online