Órfãos da pandemia: 194 mil crianças e adolescentes em luto no Brasil

Série 2º ano da pandemia

Órfãos da pandemia: 194 mil crianças e adolescentes em luto no Brasil

Reportagens Especiais por Luciana Peña em 17/03/2022 - 08:20

Neste episódio da série sobre o 2º ano da pandemia de coronavírus vamos falar sobre como a doença destruiu famílias. Para além da dor, uma constatação: 194 mil crianças e adolescentes que perderam o pai, a mãe ou avós cuidadores no Brasil. São os órfãos da pandemia. Gerações que de algum modo terão o futuro afetado. 

O primeiro semestre de 2021 foi dramático. Era grande o número de pessoas com Covid-19 internadas em hospitais e crescia o número de mortes.

Por trás de cada morte, uma família destroçada pela dor. Pais que perderam filhos. Filhos que perderam pais. Crianças que ficaram órfãs.  

Estima-se que no Brasil 194 mil crianças ficaram órfãs na pandemia. O Instituto Geração Amanhã acompanha muitos casos, diz a presidente do Instituto, Sandra Sobral. [ouça o áudio acima]

No final do ano de 2021, uma exposição fotográfica no Hospital Municipal mostrou a rotina de profissionais da saúde na linha de frente do combate à pandemia e depoimentos de pacientes em vídeo emocionaram o público.

Foi lá que encontramos Jaqueline Oliveira, paciente do HM que sobreviveu ao coronavírus. A irmã e a mãe não tiveram a mesma sorte. [ouça o áudio acima]

No próximo episódio da série de reportagens sobre o 2º ano da pandemia vamos falar sobre como a variante Ômicron surpreendeu o mundo neste início de 2022, provocando a terceira onda de contaminações.

Mas apesar da explosão de casos, o sistema de saúde não correu o risco de colapso, graças à vacina.

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550